Acrescente - Tecnologia fazendo a diferença                     

Processo de Fabricação

Resumidamente, descrevemos os processos para a fabricação de uma embalagem desde o projeto inicial até a expedição e entrega para o cliente.

- Análise técnica das características do produto:

medidas; tipo de papel/cartão; gramatura; numero de cores frente/verso; acabamento de superfície em plástico, verniz ou natural; aplicação de janelas; necessidade de aplicação do papel microondulado e demais informações necessárias para o projeto de uma embalagem. Além das características técnicas, analisar a linha de produção do cliente e o processo de associação do seu produto à embalagem.

Processo de Fabricação Processo de Fabricação

- Engenharia:

Segue-se para o projeto propriamente dito, com a utilização de tecnologia para desenvolver a embalagem, calcular os custos e testar se a mesma esta adequada às necessidades e requisitos do produto e do cliente.

- Confecção de Fotolitos/Facas:

São dois insumos necessários para o processo de impressão e montagem de uma embalagem. O fotolito é uma chapa responsável pelo processo de impressão da imagem no papel/cartão, com a transformação de imagens em pontos de retícula; cada cor compreende uma chapa de fotolito que pode ser confeccionada de maneira convencional (montagem) ou através da utilização do CTP considerando as características do produto, bem como a quantidade de embalagens (tiragem) e as alterações de imagem (arte, textos e códigos de barra). As facas definem um traçado que determina a inclusão de cortes, vincos, serrilhas e outros elementos responsáveis pela estrutura e montagem de uma embalagem; podem ser confeccionadas através de montagem manual ou a laser.

- Matéria-Prima:

Após a análise técnica da embalagem e o desenvolvimento do projeto, passamos para a escolha e aplicação dos materiais adequados através da escolha de cartão, aplicação de verniz, plástico, microondulado, janelas de pvc, e demais insumos necessários.

Papel / Cartão:

De acordo com as características da embalagem, utiliza-se o cartão adequado considerando aspectos como lisura, coating, gramatura, quantidade de celulose, quantidade de papel reciclado, aplicação de plástico, verniz, sujeição à umidade, congelamento e demais características técnicas que determinam o tipo de cartão que será utilizado. Todos os cartões tem aplicação especial, características técnicas e preços diferenciados. A correta aplicação dos mesmos é fator primordial para atender a especificação do cliente, qualidade da embalagem e o custo adequado.

Tinta:

As tintas gráficas são compostos muitos finos, fluidos ou pastosos, resultantes da dispersão de pigmentos, resinas, aditivos, solventes e ceras; são empregadas em equipamentos gráficos para imprimir diferentes materiais, como cartão, papel, filmes, plásticos e outros; a composição das tintas gráficas é depende do processo de produção e do material a ser impresso.

Verniz/Plástico/Pvc:

São materiais utilizados na superfície das embalagens, caso não sejam “naturais”, ou seja, apenas com a impressão no cartão. O verniz é utilizado para o brilho e a proteção da embalagem; os tipos de vernizes são o base de água (somente para proteção e resulta em um pouco de brilho), atrito (para embalagem com condições severas de transporte / armazenamento), blister (expositor de cartelas); skin (para peças moldadas), alto brilho; fosco, fungicida, entre outros; pode ser aplicado externamente e/ou internamente na embalagem. O plástico também tem a função de brilho e proteção da embalagem podendo ser do tipo brilhante, fosco e colorido. O PVC é utilizado para impressão direta ou nas “janelas” para a visualização direta do produto. A utilização desses acabamentos dependerá do tipo da embalagem e requisitos do cliente.

Microondulado:

Acoplado ao papel cartão, é utilizado para proporcionar maior resistência à embalagem e com a finalidade de maior proteção ao produto; material utilizado em embalagens do tipo displays, de eletro-eletrônicos, brinquedos, calçados e etc.; é uma estrutura formada por um ou mais elementos ondulados (miolo), fixados a um ou mais elementos planos (capa), por meio de cola adesiva aplicada no topo das ondas; o tipo de ondulação determina o grau de resistência da embalagem.

- Planejamento e Controle de Produção:

Compreende o planejamento dos diversos processos de fabricação da embalagem, definindo o cronograma de produção com a utilização de máquinas, matéria-prima e mão de obra necessária. O PCP, utilizando software de programação e produção, determina a situação do produto em cada etapa de programação, sempre de acordo com a necessidade de entrega do cliente.

- Inspeções de Qualidade:

Compreende todos os testes e análises de qualidade desde o recebimento da matéria-prima aplicada ao produto, passando por todas as etapas de fabricação de uma embalagem.

- Expedição:

Após a fabricação do produto, a embalagem será entregue ao cliente de acordo com as suas especificações quanto ao armazenamento. As embalagens podem ser transportadas acondicionadas em caixas de papelão, embaladas em papel do tipo Kraft, paletizadas, pacotes de plástico termo encolhível (Shrink), dentre outras.

Endereço: Rodovia Hermenegildo Tonoli, Nº: 700 - Itupeva - SP

Telefone Comercial: 55 11 2948-8237 | Telefone: 55 11 4496-1495 | Fax: 55 11 2948-8258 | Email: grupoacrescente@grupoacrescente.com.br

Copyright © 2001-2014 Grupo Acrescente - Todos os direitos reservados

Agência DMK